13 de dezembro – Dia do Cego

Esta data foi criada pelo então Presidente da República Jânio da Silva Quadros, que a partir do Decreto nº 51.405/61, publicado no Diário Oficial da União, para incentivar os princípios e a solidariedade humana, visando que a sociedade se conscientize, estimulando assim que a sociedade viva sem discriminação e distinção.

 

A convivência com os deficientes visuais tendem a ser um pouco complicada no começo, porém, com a adaptação correta do deficiente e dos familiares e algumas técnicas torna-se um convívio bom para a pessoa cega, que consegue se adequar ao modo de vida.

 

O objetivo como um todo é contribuir para a integração social das pessoas cegas, com visão subnormal e aquelas que enxergam normalmente, além disso, rever os conceitos da sociedade e principalmente enfrentar as dificuldades que os deficientes passam. Afinal, as escolas, vias públicas, meios de transporte, entre outros não estão preparados para receber aos deficientes. Abaixo algumas dicas de como oferecer ajuda aos deficientes sem atrapalhar:

 

- Sempre pergunte antes de agir. Se você não souber em que e como ajudar, peça explicações de como fazê-lo;

 

- Ofereça sua ajuda sempre que um(a) cego(a) parecer necessitar. Mas não ajude sem que ele(a) concorde;

 

- Para guiar uma pessoa cega, ela deve segurar-lhe pelo braço, de preferência no cotovelo ou no ombro.

 

Lembre-se: uma pessoa cega é como você, trate-a com o mesmo respeito que você trata uma pessoa que enxerga;

 

Uma das soluções para os problemas relacionados a convivência e adaptação ao modo de vida dos cegos é a conscientização das pessoas, visando acabar com o preconceito, dando oportunidade, atenção e cuidados aos deficientes visuais.

 

 

Tags: , , , , , , , ,

Deixe um comentário